A Contemporaneidade da Semana de 22

A exposição, de Luis Guimarães. é um resgate de ideias e movimentos que fizeram parte da Semana de Arte Moderna em 1922. No centenário desse acontecimento marcante para a História da Arte Brasileira, as obras foram inspiradas em artistas fundamentais para o Modernismo como Tarsila do Amaral, Mário de Andrade, Di Cavalcanti, entre outros.

O projeto expográfico, composto por 7 obras feitas especialmente para o projeto e 3 obras do acervo do Artista Luis Guimarães, propõe um diálogo entre os artistas modernistas e os 100 anos que se passaram, provocando a reflexão sobre o que ficou e como ficou.